Quanto mais as pessoas descobrem as coisas maravilhosas que podem ser feitas com um drone, a procura por contratar um, para fotografar/filmar casamentos ou monitorar o andamento de uma obra está crescendo exponencialmente. E para suprir essa demanda do mercado, muitas empresas estão lançando portais para contratação destes serviços.

Mas, antes de contratar ou alugar um drone , existem algumas coisinhas que você deve levar em consideração.

1.) Tente ser flexível com datas e horários.

O tempo é um fator muito importante para um voo de qualidade, quando estiver procurando por contratar um drone, tente saber como estará a previsão do tempo nos dias próximos ao que você deseja realizar as filmagens. Se uma tempestade surge do nada, a filmagem pode ser cancelada, e agendar uma segunda data, é sempre a melhor opção.

É obvio, que se você estiver contratando um drone para fazer imagens do seu casamento, você não vai ter essa flexibilidade de datas, e é importante estar ciente disso.

Os melhores horários para fazer fotos e vídeos com drones é o período da manhã e o entardecer, como o sol não está tão intenso, você pode capturar cores lindas e efeitos maravilhosos, exemplo, nascer e pôr do sol.

Além disso, o vento é geralmente mais calmo de manhã e a noite. Se estiver pensando em voar em um dia nublado, considere realocar para o dia seguinte, é melhor fazer um voo tranquilo e conseguir imagens de alta qualidade, do que arriscar perder tempo e danificar o equipamento

2.) Analise os projetos já realizados pela empresa/pessoa que irá contratar.
Se você está pensando em fazer imagens aéreas, você deve ter embasamento de outras imagens que viu e achou legais. Antes de levar o seu projeto para um piloto, pense exatamente o que é você gostou e quer para as suas imagens/vídeos.

2.1) Nem todos os pilotos/fotógrafos de drone são iguais.
Assim como os drones não são iguais os pilotos/fotógrafos também não são. O drone por si só não garantes ótimas fotos e vídeos, o piloto precisa conhecer muito sobre fotografia e ser treinado para conciliar pilotagem com técnicas de filmagens.

3.) Tente sempre voar em uma área segura e use o bom senso.
Ferramentas como o Google Maps e Google Street View tornam extremamente fácil a vida de quem faz imagens com drones antes de eles chegarem para voar um drone. Dito isto, o cliente (Você) precisa estar ciente e garantir que o ambiente de voo é adequado e seguro. Não é recomendado que você voe sobre multidões ou no quintal do seu vizinho sem receber permissão. Não tenha medo de fazer perguntas sobre a segurança com o seu piloto.

4.) Nem todos os drones são iguais.
DJI Phantoms são encontrados em praticamente todos os lugares, a maioria dos fotógrafos aéreo possuem um Phantom e muitas vezes pode ser a forma mais barata para capturar excelentes imagens e vídeo. No entanto, se você estiver por um vídeo aéreo promocional estilo Hollywood, você vai precisar procurar um equipamento muito mais sofisticado. Drones sofisticados podem levar câmeras sofisticas, e também vêm com preços “sofisticados”. Certifique-se de verificar a carteira de piloto e discutir sobre o equipamento que ele/ela tem à sua disposição.

5.) Pós-Produção, sempre vale a pena.
Ainda falando de vídeos promocionais de alto padrão, é importante mencionar a pós-produção, você raramente poderá usar o vídeo ou foto no modo bruto, ou seja, pegar do cartão de memória e utilizar em suas ações, para que o trabalho esteja perfeito é necessário trabalhar o vídeo, como abertura, efeitos de transição e modelagem.

Para esse trabalho é essencial um profissional que trabalhe com Photoshop, Final Cut Pro ou Adobe Premiere, se você o fizer, parabéns, suas imagens vão ficar perfeitas. Geralmente os profissionais que fazem as imagens com os drones, oferecem os seus próprios serviços de pós produção. Só não se surpreenda se o trabalho de pós produção custar mais do que o trabalho de tirar as fotos e fazer as filmagens, o trabalho consiste no grosso modo em fazer a grama mais verde, o céu mais azul, reforçando a luz ambiente, diminuindo ruídos. Tudo isso é para melhorar suas imagens, mas é preciso uma mão hábil e um pedaço de tempo considerável.

5.1) Refilmagens.
É quase inevitável que em algum momento ao olhar sobre suas fotos / vídeos, alguém (você ou o seu fotógrafo) vai dizer as palavras “mas, e se tivéssemos filmado naquela posição?”

Se você tiver o orçamento e flexibilidade, às vezes pode valer a pena o investimento para fazer um segundo voo. Além disso, os voos de adição pode capturar o mesma imagem em um momento diferente, com luz diferente e dar-lhe muito mais material para trabalhar.

6.) Negociar é a alma do negócio!
Se houver a possibilidade de um trabalho constante, não tenha medo de perguntar sobre um preço por “pacote”. Pilotos costumam flexibilizar valores se o volume de filmagens for maior ou igual a 3. Eles também podem ter tarifas especiais para vários seguimentos, como casamentos, baladas, eventos promocionais etc.

Sempre pergunte sobre projetos anteriores que o piloto já realizou. Essas informações podem ser benéficas para você.

Fonte: Doctor Drone